Dança produzida em Imbé é destaque em eventos nacionais e internacionais

A produção de dança de Imbé vem ganhando destaque em 2020. O trabalho da bailarina e coreógrafa Tati Missel, em parceria com os artistas Airton Tomazzoni e Marcelo Cabrera, do Coletivo Pomar Poético, foi classificado para importantes premiações e festivais. Com o vídeo dança Lunares foram contemplados com o Prêmio Respirarte, concedido pela Funarte – Fundação Nacional de Artes. A outra produção, (des) Rotinas, foi selecionada para a Mostra Internacional de Dança Imagens em Movimento.

O Prêmio Funarte RespirArte teve o objetivo de contemplar qualificadas atrações online em vídeos e estimula a arte de vertentes culturais de todas as regiões do país de dança, música, teatro, artes visuais, circo e artes integradas. O Prêmio teve 8698 inscritos de todo Brasil e Lunares foi único trabalho dentre os 250 contemplados de dança produzido no litoral norte.

Já (des)rotinas foi selecionado para quinta edição do IMARP – Mostra Internacional de Dança – Imagens em Movimento – Videodança. O trabalho integrou a programação ao lado de outras 235 obras dos Estados Unidos, Japão, Espanha, China, Itália, Polônia, Bélgica e Suíça, entre outros países. O vídeo também foi selecionado para o Festival Internacional de Vídeo – UM MINUTO DE SI, promovido pelo Grupo de Pesquisa Articulações Poéticas da Universidade Estadual de Santa Catariana (UDESC)

Ambos os trabalhos tem a atuação da artista Tati Missel e todas as locações foram feitas no município de Imbé e são resultados da parceria com o diretor e coreógrafo Airton Tomazzoni e do fotógrafo e videomaker Marcelo Cabrera. A iniciativa pretende consolidar o Núcleo de Imagem e Dança de Imbé (NIDI), que pretender investir na produção, formação e difusão da arte da dança, do cinema e do vídeo na cidade. Recentemente uma coletânea fotográfica do coletivo foi selecionada pela curadoria Invenções Criativas durante a quarentena, promovida pela UFRGS Litoral.

“Há uma década que comecei minha atuação no litoral norte, e com a abertura do Estúdio de Dança Tati Missel venho apostando na produção local e na valorização do que é feito e criado aqui”, enfatiza a bailarina. Ela destaca ainda o potencial artístico e cultural que ainda é pouco reconhecido e promovido fora da capital do nosso Estado. Incrementar essa formação artística e a produção cultural é o objetivo do Coletivo que vem buscando já articulações e parcerias com outras áreas como da música e outros artistas e produtores culturais locais e da região. Outras produções estão em fase de finalização/produção e novos projetos estão sendo gestados para o futuro, especialmente na interface com a arte e educação.

Os trabalhos podem ser conferidos no Instagram da artista @tati.missel no coletivo @pomarpoetico. O videodança LUNARES tem estreia prevista para a segunda quinzena de dezembro.
E (des) rotinas no canal do YouTube do Imarp e nas redes sociais dos artistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.