Deflagrada Operação Pix contra quadrilha especializada em roubar carros mediante sequestro relâmpago da vítimas

Nesta terça-feira (05/04), a Polícia Civil deflagrou a Operação Pix com o apoio de policiais civis do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e militares do Grupo de Roubo de Veículos da Brigada Militar (GRV/CPC/BM), executou ordens judiciais de prisão temporária e de busca e apreensão nos bairros Cristal (Vila Cruzeiro), Higienópolis, Aparício Borges, Jardim Botânico e na Região da Ilha das Flores, visando a coibir delitos de Associação Criminosa Armada, Roubos Majorados de Veículos com sequestro relâmpago das vítimas, Extorsão Qualificada e Porte Ilegal de Armas de Fogo.

As investigações tiveram início no mês de janeiro desse ano, quando os policiais civis da DRV/DEIC, em constante troca de informações com os policiais militares da GRV/BM, tomaram conhecimento de que uma Associação Criminosa Armada radicada na zona sul da Capital (Vila Cruzeiro) vinha cometendo uma série de roubos de veículos na Capital, mediante o sequestro relâmpago das vítimas.

O modo de agir da quadrilha consistia em escolher veículos de alto valor financeiro que transitavam pelas ruas de Porto Alegre, normalmente à noite, passavam a seguir a vítima e, em momento oportuno, fechavam o carro e anunciavam o assalto.

Ocorre que os meliantes, além de subtrair o veículo, exigiam que as vítimas os acompanhassem durante a fuga (sequestro relâmpago), percorrendo ruas por diversos bairros da Capital, inclusive extorquindo (com emprego de armas de fogo municiadas) as vítimas a efetuarem transferências bancárias por pix e saques em dinheiro com cartões de créditos, sempre com a imposição de violência ou grave ameaça.

Um dos crimes que ensejou o deferimento judicial das medidas cautelares executadas pelos agentes públicos hoje ocorreu no final do mês de janeiro (25/01) desse ano, oportunidade em que os meliantes, no bairro Menino Deus, em Porto Alegre, portando consigo armas de fogo, subtraíram uma SUV Volkwagen Nivus, modelo 2021, avaliada em, aproximadamente, R$120.000,00, e obrigaram as vítimas a irem junto durante a fuga, bem como a realizarem transferências bancárias via pix.

Além disso, as vítimas também foram coagidas a realizar saques em dinheiro em caixa eletrônico, resultando em um prejuízo no montante de R$12.000,00, somente nesse assalto. Após quase duas horas sob a mira de armas de fogo, as vítimas foram deixadas pelos criminosos na região da Vila Cruzeiro, sendo resgatadas pela Polícia.

Além da SUV avaliada em, aproximadamente, R$120.000,00, os criminosos também subtraíram os demais pertences pessoais das vítimas, como celulares, valores em dinheiro e cartões de crédito.

O principal alvo da operação, preso pelos policiais hoje no bairro Jardim Botânico já ostenta diversos antecedentes pela prática de delitos graves.

Até o momento duas prisões efetuadas, uma no bairro Aparício Borges e outra na Vila Cruzeiro. As investigações seguirão como prioridade pela Especializada, a fim de identificar e responsabilizar todos os integrantes do grupo criminoso.

Maiores informações podem ser adquiridas com os Delegados Rafael Liedtke e Marco Guns, titulares da Delegacia Especializada na Repressão aos Delitos de Roubos de Veículos (DRV/DEIC)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.