Em encontro promovido pela Assembleia, governo do Estado promete reavaliar restrições

O governo do Estado admitiu a possibilidade de reavaliar protocolos da bandeira preta e as restrições das atividades econômicas. O assunto foi tratado em encontro virtual promovido pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Gabriel Souza (MDB),  com a presença do governador, Eduardo Leite, federações empresariais, sindicatos e outros representantes do Executivo. Uma nova reunião está pré-agendada para a próxima segunda-feira (15), com a devolutiva do Estado sobre eventuais ajustes nas medidas.

Ao propor o ato virtual, Gabriel reuniu representantes do meio empresarial preocupados com os impactos econômicos ocasionados pelo fechamento do comércio para conter o avanço do coronavírus no Rio Grande do Sul. “Os empreendedores pediram apoio para apresentar uma proposta que proporcione maior equilíbrio entre saúde e economia. As ideias trazidas pelo grupo representam importantes setores, que sofrem com a suspensão das atividades”, disse o parlamentar. As sugestões foram levadas pelo presidente do Grupo de Líderes Empresariais do RS (LIDE RS), Eduardo Fernandez.

A gravidade da situação epidemiológica foi exposta por meio de números pelo governador e pela secretária estadual de saúde, Arita Bergmann. Segundo a gestora, em janeiro pouco mais de 10 pessoas aguardavam leito de UTI Covid no estado. Hoje, este número chega a 250 e 270 pessoas – um crescimento de cerca de 2.400%.

Conforme o governador, a apresentação seria discutida com o gabinete de crise em reunião na sequência à conversa com os empresários. “Os dados podem estar nos mostrando os efeitos das restrições, mas ainda são incipientes. Teremos ainda um novo encontro na segunda-feira, quando vamos consolidar os encaminhamentos e apresentar uma devolutiva ao grupo”, afirmou Leite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.