Pesquisadores da UFRGS fazem estimativas de leitos para pico da pandemia em Porto Alegre

No final de agosto, a capital gaúcha terá cerca de 27 mil casos de covid-19, com 300 pessoas internadas em UTI e 200 necessitando de respiradores

Um estudo de autoria de pesquisadores da UFRGS prevê que Porto Alegre atingirá o pico da pandemia de coronavírus no final de agosto. A estimativa indica que, no pico, haverá cerca de 27 mil casos de covid-19 na capital, com 300 pessoas internadas em UTI e 200 necessitando de respiradores. O trabalho é de autoria dos professores Cristiano Lima Hackmann, da área da Matemática, Carlos Schonerwald, da Economia, e Jair Ferreira e Maurício Guidi Saueressig, ambos da Medicina.

“Estimamos 27.382 casos prevalentes de Covid-19, ou seja, 2,7 % da população adulta, no pico da pandemia, em 28 de agosto de 2020 (35º semana). Enquanto que o número máximo de hospitalizados ocorreria 11 dias após (fim da 37º semana) com 768 pacientes”, afirmam os autores no artigo. O levantamento foi realizado com dados das internações de covid-19 na capital e em outras cidades do Rio Grande do Sul, e projetou as estimativas com um modelo matemático. As informações foram coletadas junto à Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul, ao IBGE e ao Ministério da Saúde.

Apesar das limitações do estudo, os pesquisadores defendem que é necessária a ampliação da capacidade de atendimento em UTIs em Porto Alegre, com o objetivo de minimizar os riscos de colapso do sistema de saúde do município. A partir das estimativas, os autores sugerem criar entre 50 e 100 novos leitos de terapia intensiva nos hospitais porto-alegrenses para atender os pacientes de coronavírus.

A íntegra do artigo Qual a estimativa de leitos de UTI para o atendimento de pacientes adultos no pico da pandemia de covid-19 em Porto Alegre? pode ser lida aqui.

Faculdade de Ciências Econômicas 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.