RS amplia em 100% o número leitos de UTI durante a pandemia

O Rio Grande do Sul cumpriu nesta quinta-feira (24) a façanha de ampliar em 100% o número de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) Adulto pelo Sistema Único de Saúde (SUS), desde o início da pandemia da Covid-19. “Neste momento, aumentamos o mesmo número de leitos dos que já existiam na pré-pandemia, fechando exatamente os 100% de ampliação”, declarou o governador Eduardo Leite em sua última live de atualizações sobre o coronavírus.

Em março deste ano, a rede hospitalar gaúcha contava com 933 leitos de UTI Adulto SUS. Desde então, este número de vagas foi sendo ampliado e o mapa de leitos que consta no site https://covid.saude.rs.gov.br/ apresentava na tarde desta quinta-feira 1.866 vagas à disposição da população, com taxa de ocupação de 70,4% dos leitos SUS.

A previsão é de que até o dia 31 deste mês sejam habilitados pelo Ministério da Saúde (MS) mais 139 leitos, apontando a marca de 951 novos vagas de UTI Adulto, o que vai significará um aumento de 102%, com 1.884 leitos na rede pública hospitalar.

O governador também apresentou um balanço das ações de enfrentamento à Covid-19 desenvolvidas pelo Governo do Estado. Leite frisou a importância do apoio das prefeituras, dos hospitais públicos e privados e do Ministério da Saúde “e a colaboração de todos os agentes que ajudaram a viabilizar as ações”. Ressaltou que o RS foi um dos Estados mais transparentes nas medidas de enfrentamento à Covid-19, “conforme o ranking de organizações que acompanham os dados no Brasil”.

Leite citou a compra de conjuntos de 230 respiradores e monitores realizada pela Secretaria da Saúde do Estado (SES), por meio de pregão eletrônico, no valor de R$ 17 milhões. “Enquanto outros Estados compraram respiradores por R$ 200 mil, nós comprados por R$ 55 mil, gerando uma economia de cerca de R$ 5 milhões ao Tesouro do Estado”, afirmou. Ele lembrou que o estado recebeu 853 destes equipamentos do MS e contou com a parceria da GM e do Instituto Cultural Floresta no conserto de 161 aparelhos, além da doação de 40 respiradores feita pelo projeto Todos pela Saúde.

Ele enfatizou, ainda,  ser necessário que as pessoas continuem observando os cuidados de prevenção à Covid-19, evitando aglomerações e seguindo todos os protocolos estabelecidos. “A Covid-19 não está controlada”, alertou, reafirmando que “em casos de pandemia o papel do Poder Público é dar orientações e apontar as diretrizes diante dos demais entes públicos, de forma compartilhada e colaborativa”, frisou.

POR NEUSA JERUSALÉM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.